Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Running VS Science

You are a product of science You run Running is a gift of science Um blog científico cheio de curiosidades sobre a corrida, conselhos para melhorar a performance e entrevistas fenomenais a casos reais de pessoas comuns que venceram na corrida.

01
Out16

MEIAS DE COMPRESSÃO NA CORRIDA

Nádia Santos

982902.jpg

 

Provavelmente já terão reparado no crescente uso, por parte de corredores, de meias de compressão durante os treinos/provas... Não, não é uma tendência de moda neste mundo do running! Na verdade, as meias de compressão têm um propósito muito importante, principalmente para atletas longas distâncias.

 

A verdade é que, estas meias são essencialmente usadas por pessoas com problemas circulatórios ou para situações pós-cirúrgicas... Na corrida, o motivo tem uma realidade científica por detrás.

 

Durante a prática desportiva ou até mesmo em repouso, o nosso sangue tem tendência a acumular-se nas pernas e dessa forma não ocorre uma homeostasia* muscular. Isto é, determinados metabolitos encontram-se acumulados nas pernas, quando deveriam efetivamente circular por todos os músculos do corpo. 

 

As meias de compressão oferecem diferentes zonas de compressão, sendo mais forte inclusive na zona dos gémeos. Esta mesma compressão é responsável por causar o retorno venoso (o retorno do sangue) até ao coração através dum impulso anti-gravítico, tornando a circulação sanguínea mais eficiente. Dessa forma, todos os metabolitos e oxigénio necessários são conduzidos a todos os grupos musculares aumentando a resistência do atleta e diminuindo a fadiga.

 

Para além disso, também alguns cientistas afirmam que as meias de compressão, devido à sua capacidade de elasticidade e de apoio muscular, reduzem a vibração muscular causada pelas forças de impacto durante a prática da corrida, prevenindo assim lesões e dores musculares.

 

Mas e afinal quais as evidências científicas?

 

Em 2009 (1), uma equipa de cientistas submeteu 21 atletas corredores (entre 40 anos e 16 anos de prática da corrida e com tempos na ordem dos 40 minutos aos 10 km) a um teste de esforço realizado numa passadeira de ginásio. O teste começava a uma velocidade de 9 km/h e a cada 5 minutos a velocidade da passadeira aumentava 1 km/h, indo até à exaustão do atleta. O teste foi realizado duas vezes, a primeira sem meias de compressão e a segunda com as meias. Em ambos os testes foram feitas análises de consumo de oxigénio e dosagem de concentração de ácido lático no sangue. O intervalo entre os testes foi de 10 dias, justamente para que o treino não tivesse influência nos resultados obtidos e para que fosse possível ao atleta recuperar do esforço.

Os corredores, no teste sem as meias, suportaram um esforço médio de 35 minutos e 18 segundos. No segundo teste, já com as meias, a média foi de 36 minutos e 44 segundos e portanto 1min26seg a mais com as meias de compressão. 

 

Mais ainda, neste estudo, outras condições fisiológicas (como o consumo de oxigénio), também demonstrou algumas melhorias pequenas com o uso de meias...

 

Este estudo, apesar de ter sido feito em homens, não há até à data motivos para não se acreditar em resultados idênticos no sexo feminino. 

 

Porquê então usar meias de compressão?

- Aumenta o aporte de oxigénio nos músculos e a remoção de ácido lático devido ao retorno venoso

- Reduz a vibração muscular nos gémeos, promovendo um maior equilíbrio e por isso uma menor fadiga muscular;

– Mantem a temperatura do corpo (principalmente nas pernas);

– Reduz o risco de lesões. 

 

IMPORTANTE AO ESCOLHER AS MEIAS:

Não se podem basear pelo tamanho do pé tal como em meias "normais", mas sim através do ajuste da compressão no gémeo e tamanho da perna.

 

ONDE COMPRAR? 

Lojas desportivas como Decatlhon, Sport Zone e também em lojas ortopédicas.

Deixo-vos um exemplo: http://www.decathlon.pt/meias-kanergy-nb-id_8351314.html

 

Como vêm, existem inúmeras vantagens no uso de meias de compressão na corrida, não sendo apenas uma questão de fashion. A aposta na compra, é simplesmente uma decisão vossa.

Eu pessoalmente, ainda não uso. Mas entendo a sua importância... Pondero experimentar agora quando iniciar mais a fundo os treinos longos para a meia-maratona (que pretendo fazer no final de 2017).

- Nádia Santos

 

 

 

 * Homeostasia = Equilíbrio 

 

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D