Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Running VS Science

O objetivo deste projeto é incentivar o início ou a progressão neste desporto fantásico que é o Running, e ensinar através da ciência várias questões relacionadas com o mesmo :)

Running VS Science

O objetivo deste projeto é incentivar o início ou a progressão neste desporto fantásico que é o Running, e ensinar através da ciência várias questões relacionadas com o mesmo :)

12
Set16

#CasosReais - Ricardo Silva

Nádia Santos

 

14355937_1444047328955136_164910077_n (2).png

 Esta semana no #CasosReais, temos o exemplo de como a corrida não é só um desporto, mas também uma libertação da própria alma. O Ricardo Silva, de 38 anos, começou a correr para desanuviar, ganhar forças e encontrar-se após uma perda terrível na sua vida... Quando sentiu a emoção de correr, a sensação de liberdade e de conquista, nunca mais parou! :) Hoje recorda para sempre, o "famoso" 3e34 ... Queres conhecer melhor a sua história? Espreita :) 

 

 

QUANDO COMEÇOU A CORRER? O QUE O MOTIVOU?

Comecei a correr para ultrapassar uma enorme perda. A perda da vida, que foi o falecimento do meu pai. Precisava de desanuviar das rotinas diárias e ganhar forças para o que havia de vir. Daí correr.

 

DE TODOS OS DESPORTOS DO MUNDO, PORQUÊ A CORRIDA? QUE EMOÇÕES LHE DESPERTA?

Era algo que precisava de fazer, porque precisava de me encontrar. Precisava de voltar a ser eu. Perdi 20 kg. E conseguia faze-lo nas míseras horas que dava para fazer, já que tenho um horário difícil. Além disso é algo libertador, algo que consigo fazer por mim e sem depender de mais alguém. E atingir a meta a seguir é fantástico.

A minha primeira prova foi em outubro de 2014, os 10kms de Vila do Conde e no mês seguinte fiz a Meia Maratona de Famalicão. Desde aí, o bichinho pegou.

 

NA CORRIDA JÁ ALCANCOU CONQUISTAS FANTÁSTICAS, NOMEDAMENTE A MARATONA COM UM TEMPO ESTRONDOSO:  3:34:05 ... COMO FOI CONQUISTAR ESTE DESAFIO PESSOAL?

A maratona foi algo que nunca pensei vir a fazer. Mas em maio de 2015 o Filipe Meira lançou-me esse desafio e eu aceitei. Depois entendi que era uma enormidade o que tinha aceite, mas que agora já não dava para voltar atrás.

A primeira maratona ficará sempre na minha história. Porque é uma marca de vida. É uma marca de um Ricardo que pensei que não existisse mais, após a doença do meu pai (é também por ele que faço todas estas maluqueiras). Ir correr novamente a maratona do Porto será uma conquista que ainda não sei bem como irei reagir. Porque a maratona de 2015 foi um passo muito grande na minha vida. Foi extasiante. Assim como a Ultra de 2016.

 

MAIS DO QUE A MARATONA, OUTRA CONQUISTA ARREBATADORA FORAM OS 50KM NO ULTRA TRAIL GEIRA ROMANA COM 7:08:57... COMO SE PREPARA O CORPO PARA UMA PROVA DESTE GÉNERO?

O corpo prepara-se com muito treino. Muito determinação. E muita dedicação. Mas mais do que o corpo, que vai lá com mais ou menos esforço, o difícil mesmo é a cabeça. Na realidade é como a maratona, mas com mais alguns quilómetros em cima e com muito mais sacrifício. Mas é sempre a cabeça que comanda. E mesmo quando o corpo diz "pára"… A cabeça segue, se for essa a vontade. E o corpo supera-se.

 

E QUAL FOI A SENSAÇÃO FINAL APÓS ESTA CONQUISTA?

Foi um não querer acordar. Foi saber que se tinha feito algo que seria impensável quando comecei. Algo muito alem de tudo o que me achei capaz. Mas foi saber que cada segundo dedicado às corridas tinha valido a pena.

 

PORQUÊ O TRAIL? QUAIS AS SUAS VANTANGENS E COMO O CONQUISTOU?

Queria experimentar algo diferente. Ser ultramaratonista era um sonho e esta foi a forma mais rápida de o cumprir. E fui com pessoas muito experientes (Nuno Silva, Sandra Finisterra e Paulo Moreira) e muito determinadas. Muitas vezes são aquela mão que ninguém vê mas que me fazem chegar lá. Cheguei contudo à conclusão de que sou homem de alcatrão e não de montanha.

Tirando o trail tenho outras, como o mister Nelinho, o Antunes, o Carlos, o Rito, a Marinha, os restantes Turbulentos e tantas mais que me ajudam quando o chão parece fugir.

 

COMO SÃO OS SEUS TREINOS SEMANAIS?

Ora bem, são muitos. E depois depende se tenho ou não prova agendada. Se tenho sigo à risca todas as determinações da prova, entre quilómetros de estrada, treinos de robustez e de aceleração, rampas e fartlek. Se não tenho prova, “rolo” mais em estrada. Mas sempre com determinado objetivo, seja quilómetros, seja tempo (geralmente entre 60 a 70 minutos). Com prova treino 6 dias por semana e descanso 1.  Sem prova posso me baldar um ou outro dia.. Mas 6 é sempre o meu limite.

 

14302844_1444047338955135_133345591_n.png14341765_1444047292288473_226660278_n.png

 

TOMA ALGUM TIPO DE SUPLEMENTO? SE SIM, PARA QUÊ?

Quando estou em preparação tomo o win fit sport, o win fit G e proteína whey.

O wi fit sport proporciona aumento de energia, performance melhorada, recuperação mais rápida, aumento da massa muscular e potencia a perda de massa gorda.

O win fit G reforça as articulações.

A proteína whey previne e evita a destruição dos músculos e estruturas existentes.

 

TEM ALGUM HISTORIAL DE LESÃO? SE SIM, QUAL?

Já tive algumas paragens mais ou menos forçadas. Tive uma cirurgia ao menisco que me obrigou a deixar para depois algumas das coisas que queria ter feito.

Mas nunca nada de extraordinariamente grave. Pelo menos para já. E que assim continue.

 

SOUBEMOS QUE POSSUI UM SITE DESIGNADO 3e34 (www.3e34.pt) QUE POSSUI INCLUSIVE UMA SECÇÃO SOBRE RUNNING... PODE-NOS FALAR UM POUCO ACERCA DO MESMO?

O 3e34 é um sonho de vida, porque é falar sobre as coisas que gosto. E entre elas está o running. Ali falo sobretudo do que faço. Do que leio. Do que conheço. Compartilho e tento sempre verter no site as coisas como as sinto.

Tem várias vertentes (e mais novidades virão), mas o importante é ser um sitio que as pessoas possam ler, possam rir, possam chorar, possam sentir. Se fizer isso tudo, cumpri o meu objetivo.

Agora tem a loja nova, onde quero muito ter coisas que são importantes e difíceis de arranjar. Produtos de running e produtos a usar por todos nós. Aquelas coisas que me vão perguntando onde arranjei, onde existe. Agora fica à distancia de um click.

 

Sem Título.png

 

PLANOS PARA O FUTURO NO MUNDO DA CORRIDA?

Este ano quero melhorar o tempo na maratona do Porto. Não que me vá esquecer do 3e34, mas ser melhor. É para isso que me preparo. Se não conseguir não foi por não ter feito tudo que estava ao meu alcance para isso. Para o ano.. Logo se verá. Gostava muito de ir fazer uma internacional. Quem sabe?

E um dia ser um Ironman. Só porque o sonho comanda a vida.

 

ALGUM CONSELHO PARA NOVATOS?

Acreditem sempre que o além está apenas à distancia de um passo. E vão.

Acho aliás que o meu lema é adequado a todos. Vence-te, conquista-te, sigaaa.

Porque é o mais difícil. É lutar contra nós diariamente. Mas a recompensa vale tão a pena. E qualquer coisa, estamos por aqui. Basta perguntar. Porque isso é o espirito das corridas.

 

Não te esqueças de acompanhar o www.3e34.pt. Se quiseres seguir o Ricardo no instagram e acompanhar os seus treinos e provas, também o poderás fazer através de @ricardinhorunner

 

 

#CasosReais – Nádia Santos – Entrevista a Ricardo Silva – Se ele consegue, tu também consegues!

2 comentários

Comentar post