Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Running VS Science

You're a product of science, you run and running is a gift of science. Um blog científico cheio de curiosidades sobre a corrida, conselhos para melhorar a performance e entrevistas fenomenais a casos reais de pessoas comuns que venceram na corrida.

21
Set16

#CasosReais - Bruno Sousa

Nádia Santos

13557681_1739262109676293_325230980851240938_n.jpg

 

Correr pelo mundo... É o que faz o nosso convidado desta semana do #CasosReais, Bruno Sousa. 

Mas se achas que viajar daqui até à Bélgica para correr uma maratona é tudo o que o Bruno faz, então enganas-te ... O Bruno é perito em corridas de obstáculos! Um atleta de excelência que corre em provas como a Iron Viking com 42km e 100 obstáculos!

Espantoso, não é? Melhor ainda... Conseguiu transmitir a mesma paixão ao amor da sua vida... O seu filho :) Espreita a sua história.

 

QUANDO COMEÇOU ESTA PAIXÃO PELA CORRIDA DE OBSTÁCULOS? O QUE O MOTIVOU A COMEÇAR?

 

Esta paixão teve início em 2013 quando dava aulas numa cadeia de Health clubs e convidaram-me para fazer a primeira corrida de obstáculos realizada em Portugal. Juntámos um grande grupo e lá fomos nós. Quando dei por mim, cheguei em 1º e adorei a experiência.

Quando aceitei o convite nem sabia muito bem para o que ia, mas o facto de ter adorado a experiência, fez-me começar a pensar em outros voos e a procurar mais informação sobre este tipo de corridas.

 

PARA ESTE TIPO DE PROVAS, É NECESSÁRIA UMA PREPARAÇÃO FÍSICA DE EXCELÊNCIA. COMO SÃO OS SEUS TREINOS SEMANAIS? COMO CONSEGUIU ATINGIR ESTE NÍVEL DE PREPARAÇÃO?

 

Verdade. As provas têm evoluído num sentido diferente ao que era no início. Costumava dizer que em qualquer corrida de obstáculos, 80% é corrida e 20% força para superar os obstáculos. Presentemente, posso afirmar que deve rondar os 50-50. Já estive em diversas provas de 8 km 40 obstáculos, 28 km 100 obstáculos, 10 Km 40 obstáculos, 42 Km 100 obstáculos, ou seja, o futuro está a caminhar mais para as provas terem mais obstáculos e distâncias mais curtas. No entanto existe uma mistura de tudo. Habitualmente treino aproximadamente 10 horas semanais. Tenho um treino misto de força, velocidade, agilidade, resistência, flexibilidade. Só assim se consegue superar todos os obstáculos nas provas.

 

RECENTEMENTE, PARTICIPOU NA “IRON VIKING” NA BÉLGICA (3 DE SETEMBRO), 42KM COM 100 OBSTÁCULOS E POUCO TEMPO DEPOIS ESTEVE PRESENTE PRESENTE NA “WILD CHALLENGE” EM GONDOMAR (11 DE SETEMBRO), 10KM COM 40 OBSTÁCULOS... COMO É A FASE DE RECUPERAÇÃO ENTRE DUAS PROVAS TÃO PRÓXIMAS?

 

Os primeiros três dias a seguir a uma prova tão longa como a Iron Viking são dolorosos. Existem várias controvérsias de como se recuperar bem e depressa, ainda assim escolho nos primeiros dois dias caminhar de forma tranquila intercalados com banhos de água fria. Ao terceiro dia voltar a uma curva crescente de intensidade de treino, mas sem desgaste articular, ou seja, apenas bicicleta ou natação. Entre estas provas, não faz sentido ter treinos intensos e cargas elevadas.

 

14183724_1767736880162149_6899374760335207587_n.jp14183748_1767737240162113_4411996158459433902_n.jp

 

14183947_1767736943495476_541947856883827796_n.jpg14184413_1767737176828786_476447597014190762_n.jpg

(Bruno na Iron Viking)

 

TEM ALGUNS CUIDADOS A NÍVEL DA SUA ALIMENTAÇÃO? SE SIM, QUAIS?

 

Todos e mais alguns! A base para possuir uma boa qualidade de vida é sem dúvida a alimentação. Faço questão de me alimentar em horas rigorosas e sobretudo de forma saudável. A nível de restrições alimentares, posso dar o exemplo de açúcar e fritos. Ainda assim, penso que não podemos ser totalmente fundamentalistas e faço questão de comer uma sobremesa uma vez por outra, sem exageros naturalmente.

 

TENDO EM CONTA O DESGASTE FÍSICO QUE ESTE TIPO DE PROVAS E TREINOS ACARRETA, TOMA ALGUM TIPO DE SUPLEMENTAÇÃO?

 

Sim tomo. Tenho a felicidade de pertencer ao grupo dos Gold Athletes que são patrocinados pela Gold Nutrition. Mesmo antes deste patrocínio, só tomava a suplementação desta marca. Considero que é a melhor no mercado e nota-se a diferença na performance dos atletas.Tomo suplementação não só a nível de treino, como os pré treinos, recuperadores, proteicos, mas também a nível de saúde, Omega 3, complexo vitamínicos, anti-oxidantes, etc. Considero que é essencial ter uma boa suplementação.

 

UMA VIDA DEDICADA DESTA FORMA AO DESPORTO, PODE MUITAS VEZES SUJEITAR A LESÕES GRAVES. QUE TIPO DE CUIDADOS TEM PARA PREVENÇÃO DAS MESMAS? TEM ALGUM HISTORIAL DE LESÕES?

 

Desde os 6 anos que faço desporto e joguei 13 anos futebol, dos quais 2 como profissional. O desporto de alta competição gera muitas lesões. O futebol tem muito impacto, entorses, traumatismos, choques, rotações, saltos e faz com que ficasse com algumas mazelas ao longo do tempo. Felizmente não tive grandes lesões, ainda assim há 2 anos atrás fui operado a 2 hérnias inguinais do desportista. Recuperei bem em 3 semanas. Tenho uma lesão grave no ombro esquerdo que em fases agudas me impede de treinar. Vou gerindo...

O cuidado essencial da alimentação e dos anti-oxidantes, também ajuda e muito na prevenção de lesões. Numa corrida de obstáculos, os traumatismos, as entorses, as queimaduras, as feridas são inevitáveis e há que preveni-los e precavê-los, através de ligaduras técnicas por exemplo.

 

PARA ALÉM DA SUA EXCELENTE PREPARAÇÃO FÍSICA, TAMBÉM É UM EXCELENTE GESTOR DE TEMPO... PARA ALÉM DE INFORMÁTICO, TAMBÉM É INSTRUTOR DE FITNESS... COMO CONSEGUE CONCILIAR DOIS TRABALHOS, COM OS TREINOS, PROVAS E AINDA TEMPO PARA A VIDA PESSOAL E FAMILIAR?

 

Verdade. Sou IT Manager na IBM, instrutor de fitness e colaboro, agora mais recentemente, num projeto que se chama OCR Portugal Lab. É um local onde se treina especificamente para este tipo de provas, dado que tem 50 obstáculos daqueles que me aparece nas provas. O meu tempo está programado ao minuto e divido-o, como qualquer outra pessoa faz, em reuniões de trabalho, lazer, dormir, meditar, viver e.… ajustá-lo! Posso ter a diferença que me levanto às 05:30 para treinar, mas faço questão de às 23:00 apagar a luz para descansar... quando a IBM me deixa! O trabalho de Sistemas de Informação funciona muito à noite e por vezes existem chamadas durante a noite. O descanso é fundamental! Tenho perfeita noção o que a falta de descanso me afeta e noto na performance dos treinos e provas, logo tenho de obedecer ao que o meu corpo pede. Tenho uma aplicação no telemóvel que me manda para a cama!!

Faço questão de metade de semana, levar o meu filho à escola, bem como ir buscá-lo. Tenho a felicidade de ter um filho que gosta de desporto e está a seguir as pisadas do Pai a pouco e pouco. Embora com apenas 10 anos de idade, já treina comigo há bastante tempo e tem resultados bastante interessantes nas provas que faz.

 

13690591_1746646565604514_7369157348266346720_n.jp13692610_1746647185604452_8409956399482178491_n.jp

 

13697183_1746646792271158_1915358397947976006_n.jp13754407_1746646632271174_5532627752755396339_n.jp

 

(Bruno treinando com o seu filho)

 

QUANDO VIAJA PARA PARTICIPAR NESTE TIPO DE PROVAS... APROVEITA PARA RELAXAR UM POUCO E CONHECER O LOCAL?

 

Nem sempre é possível, ainda assim tento o máximo que puder.

Participo mais em provas internacionais do que nacionais e viajo com regularidade. Gosto de conhecer a realidade de vários países e vários tipos de provas de obstáculos.

Viajo regulamente a Londres e aí já não faz sentido passar mais do que o fim de semana, ainda assim existem outras provas que exigem uma maior habituação ao local. Por exemplo, quando fui representar Portugal ao campeonato do mundo em Ohio, EUA, obviamente que aproveitei e tirei umas férias. Quando fui ao campeonato da europa na Holanda, tirei 4 dias.

Desde 2013 que comecei a competir nas OCRs que já fui a Espanha, França, Itália, Bélgica, Holanda, Inglaterra e Estados Unidos. Para o ano de 2017 já tenho marcado uma Spartan Ultra Beast à Escócia.

 

QUAL A SENSAÇÃO APÓS O TERMINO DUMA PROVA DESTE GÉNERO?

 

É uma sensação indiscritível. É uma das sensações que me faz voltar a competir neste tipo de provas. Como instrutor de fitness, dou aulas desde 1999, já cheguei aos 5 dígitos em relação ao número de aulas dadas, já dei Master Classes a mais de 800 pessoas, mas é diferente!! A sensação de cortar a meta e termos dado tudo, tudo e ainda mais um bocadinho de nós próprios é uma sensação indescritível mesmo. As corridas de obstáculos têm uma filosofia de vida muito própria em que os atletas associam os obstáculos das provas, aos obstáculos da vida. Eu próprio ensino este conceito ao meu filho e ele vai entendendo à sua maneira. As palavras “superação”, “conquistar”, “conseguir”, “amizade”, “companheirismo”, são palavras muito fortes e que fazem todo o sentido nestas provas. Espero, um dia que o meu filho consiga entender da mesma forma do que eu este tipo de sentimentos e que os consiga aplicar da forma correta.

 

PARA OS FUTUROS LEITORES INTERESSADOS NESTE TIPO DE PROVAS... ONDE PODEM TOMAR CONHECIMENTO DA EXISTÊNCIA DAS MESMAS? QUAIS OS CONSELHOS PARA COMEÇAREM?

 

Penso que a palavra para descrever uma prova de obstáculos é a Superação. Esta superação pode ser pessoal, coletiva, o querer atingir um objetivo pessoal, profissional, familiar, social, mas o mais importante é a vontade que demonstramos em nos superar. Para conseguir, temos de tentar e sem tentativas não vamos a lado nenhum. São nos momentos de esforço intenso, que o Ser Humano se diferencia.

A empresa Call of the Wild organiza as corridas de obstáculos em Portugal “Wild Challenge”. Quem quiser começar, existem uma já em Novembro em Cascais. Será sem dúvida uma boa forma de se iniciar nesta modalidade desportiva.

 

PLANOS PARA O FUTURO... ALGUNS?

 

Dado que já tenho a qualificação para o campeonato da europa 2017, irei representar Portugal nessa prova em Junho. Também já tenho marcado para Janeiro 2017, a Tough Guy, que é uma das provas mais duras do mundo, dada a temperatura que se faz sentir nessa altura em Birminghan. Como referi anteriormente, a Spartan Ultra Beast em Julho.

Existem outras bem mais perto, como a Spartan Beast em Barcelona e a Farinato Race em Zamora, ambas agora em Outubro.

 

13686541_1749726271963210_6784112542546589133_n.jp13686641_1746646915604479_781524819052076436_n.jpg13716003_1746646788937825_6452051387017108789_n.jp13769553_1746646395604531_5820960965683430954_n.jp

14183835_1767737506828753_8700999005322106605_n.jp14202548_1767737470162090_4663406068474061736_n.jp

(Mais algumas provas de Bruno)

 

 

#CasosReais – Nádia Santos – Entrevista a Bruno Sousa – Se ele consegue, tu também consegues!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D